الاثنين، 15 أغسطس، 2011

" É pro governo, joga o valor vezes três, diz foragido ...

“ É pro governo, joga o valor vezes três, diz foragido ‘’
( Folha de SP. C1-13.08.2011)


Discordamos apenas parcialmente com a celeuma causada pelo vazamento das fotos dos presos fichados sem camisa no Amapá. A mencionada “violação à dignidade dos presos”, classificação feita pelo ministro da Justiça, não nos parece exata, porque fraudadores não merecem receber de parte do Estado tratamento diverso do prestado por eles ao mesmo Estado. Merecem, ainda, a colocação de algemas, aquelas mesmas que colocam nos praticantes de “crimes” famélicos, que não respondem em liberdade por não terem recursos nem para comer, muito menos para o pagamento de fianças.

Não concordamos – por não entendermos – que se use a expressão “ suposto “ crime, em casos em que há provas, inclusive de gravações telefônicas autorizadas pela Justiça, da prática dos crimes. O lamentável, inclusive, é que os grandes e poderosos criminosos sejam freqüentemente beneficiados por “hábeas-corpus” que lhes ensejam responder em liberdade a processos que irão se estender por longo tempo, através de recursos e postergações que levam até mesmo à prescrição dos crimes praticados.

Estranhável, no entanto, que processos relacionados com crimes milionários sejam abertos, bens dos criminosos bloqueados, altos servidores públicos afastados, mas nunca se saiba se tais bens foram confiscados e os respectivos valores devolvidos ao órgão fraudado !...

Entendemos que a Polícia Federal tem realizado um excelente trabalho, buscando e denunciando corruptos milionários, que geralmente permanecem impunes. Logicamente não aprovamos qualquer forma de excesso, mas isto não impede que prestigiemos a Polícia Federal, para que prossiga em sua importante missão.

Álvaro Ramos
www.soramramos.blospot.com
CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA
Artigo 5 – Inciso iV
“ É livre a manifestação do
pensamento, sendo vedado
o anonimato”


ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق