الأحد، 1 أغسطس، 2010

É CONSTITUCIONAL E LEGÍTIMA A ATUAÇÃO DO PODER ECONÔMICO NA POLÍTICA ? Quem são esses ilustres desconhecidos, os suplentes ?...

INCONCEBÍVEL...
... a fõrça do poder econômico !

“ Dos cinco candidatos mais ricos do Brasil, três disputam suplência “, Marcelo Almeida ficou 718% mais rico”, “Dono de fábrica de DVDs será segundo suplente”, Político do PRTB do Piauí tem mais de meio bilhão”, Marta Suplicy e Roseana Sarney integram grupo das milionárias” - ( Estadão/A-4/ 01/08/2010).

Sinceramente, concidadãos, ou é excessivamente curta nossa compreensão ou a coisa está realmente errada, tremendamente errada !... Como, se vivemos em regime representativo, podem existir pseudos “representantes”
que chegam ao exercício de mandatos de senador ou deputado federal sem mesmo seu próprio voto ?...

Será que a interferência do poder econômico é constitu-
cional e legítima ? E esses “representantes sem representados” atuam com os mesmos poderes de seus titulares, exercendo, inclusive, relatorias nas CPIs que, embora longas e custosas, a nada levam, como bem o atestam recentes acontecimentos no Congresso Nacional ! E a nada levam porque, descompromissados com o eleitorado, praticam o corporativismo, arquivando processos sem julgá-los, o que faz com que políticos continuem exercendo importantes funções, sem o mínimo de qualidades morais para fazê-lo !

Que acha disto o eminente ministro Ricardo Lewandovski, Presidente do TSE ?...

Álvaro Ramos
CIDADANIA ONLINE

(blog-http://soramramos.blogspot.com)

ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق