الجمعة، 2 يوليو، 2010

"ESPERTEZA DEMAIS ENGOLE O ESPERTO ( Coluna Carlos Brickmann)

Esperteza demais engole o esperto - Coluna Carlos Brickmann

Coluna de domingo, 4 de julho

A escolha do senador Álvaro Dias para vice de Serra era profundamente imoral. Não por Álvaro, nem pela chapa; mas pela tentativa de, usando um irmão, evitar que o outro reforçasse a candidatura de Dilma Rousseff no Paraná. Não se discutiu, na escolha do vice, currículo ou competência, nem sequer ideologia (pois Álvaro Dias já foi Lula desde criancinha): discutiu-se uma relação familiar que pudesse ser aproveitada em campanha. Feio, muito feio.

O comando da candidatura Dilma assistiu a tudo com tranquilidade. Na hora exata, quando Álvaro Dias já era o candidato a vice de Serra, quando os principais aliados do candidato oposicionista ameaçavam retirar o DEM da coalizão, quando já não havia tempo para mudar e escolher outro nome com calma, mostraram suas cartas: Osmar Dias saiu candidato ao Governo paranaense, apoiando Dilma, puxou o tapete do querido irmãozinho Álvaro Dias e deixou Serra pendurado na brocha. A oposição acabou escolhendo para vice um político jovem que pode ser ótimo, que pode ser uma revelação, mas que ainda é o famoso quem.

Há alguns anos, dizia-se que a UDN, que reunia políticos de alta escolaridade, era um partido burro formado por homens cultos. E seu adversário principal, o PSD, que ganhava as eleições, era um partido inteligente formado por homens incultos. O PSD não tentava ser mais esperto do que os fatos: como dizia um de seus caciques, Tancredo Neves, esperteza, quando é demais, come o esperto.Para Álvaro Dias, resta lamentar a bola nas costas.

ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق