الجمعة، 18 فبراير، 2011

A CNBB E A REDE GLOBO Reality Shows - Novelas

A CNBB E OS “REALITY SHOWS”
... Não poderia ser mais oportuna a nota da CNBB .


Não somos católicos e em várias ocasiões divergimos da Igreja Católica sobre temas os mais diversos, como as experiências com células tronco, a interrupção da gravidez em casos de estupro ou anencefalia, a união afetiva entre pessoas do mesmo sexo (embora sejamos totalmente contrários às escandalosas passeatas e outras manifestações públicas de seus adeptos ), assim como condenamos as manifestações de homofobia, que deveriam ser punidas com penas mais enérgicas.

Somos CONSCIENTISTAS mas respeitamos todas as religiões dignas desse nome, excluindo-se, porém, aquelas mercenárias e milagreiras, que afirmam manter um canal permanente de comunicação com Deus. Não somos “caretas”, usando a terminologia dos jovens, mas entendemos que para tudo há limites que, inobservados, geram o caos social, deteriorando o inter-relacionamento entre as pessoas, a ausência do respeito mútuo, que é o principal pilar da boa convivência entre as pessoas, quaisquer que sejam sua raça, sua condição social, suas convicções e sua capacidade de compreender e se fazer compreender pelas pessoas ao seu redor.

No caso em foco, estamos plenamente com a CNBB. O programa “BIG BROTHER BRASIL”, da Rede Globo é totalmente imoral, ostentando contatos físicos entre pessoas que passaram a se conhecer no início do programa ( já com 11 edições !...) Diretamente ou indiretamente sugere práticas semelhantes ao grande público, cujo grau instrucional ( já não dizemos cultural...)
geralmente deixa a muito a desejar.

A alegação é de que tudo isto reflete a realidade da vida. Concordamos, mas para funcionar entre quatro paredes. A grande atração é o valor dos prêmios para os participantes e para a TV, o valor dos telefonemas de um grande público, os quais devem superar em muito o custo dos prêmios !...

As novelas da Globo são praticamente uma escola do crime, com cenas inusitadas de violência e morte ou a permanente caça “vale tudo” ao macho-galã pela fêmea-mulher. Entendemos que todas as novelas desmerecem a imagem da mulher, quando os personagens femininos se oferecem aos masculinos, em total subserviência !...Exemplos destrutivos, que a juventude já incorporou aos seus “valores”... Uma adolescente que resolve perder a virgindade, qualquer que seja o parceiro, apenas porque ser virgem é “caretice”; “Aulas” de como se incendiar um carro ou uma casa; como se envenenar o patrão; como se arrombar ou explodir um carro; como se trair um amigo; como se arrombar um cofre; como se forjar a queda de um elevador; como se usar com eficácia um punhal oculto num travesseiro para matar , etc., etc,etc…

Episódios sem mensagens construtivas, que propaga um dia-a-dia que já existe, que pode ser a vida real, mas uma vida que não era real até o advento da televisão e do desenvolvimento da tecnologia. Levaram para a tela cenas que refletem ambientes no passado só existentes em bordéis, que praticamente deixaram de existir !...

Vivemos presenciando cenas até há pouco inusitadas, de filhos assassinando os pais, pais violentando e assassinando filhos; vítimas degoladas e esquartejadas; Traições as mais diversas; maus delegados de polícia agredindo moral e fisicamente paraplégicos; não apenas soldados, mas oficiais de alta patente presos por conivência com o crime; maus juizes “vendendo” sentenças; pessoas desmoralizadas ocupando posições expressivas, políticos ficha suja exercendo mandatos eletivos; processos importantes prescrevendo por decorrência de prazo;aposentados e pensionistas recebendo pensões “miseráveis”; milhares de parlamentares recebendo proventos milionários auto-concedidos; leis lenientes que dificultam a atuação dos juizes e delegados, estabelecendo penas suaves e benefícios a criminosos violentos, com várias passagens pela polícia e em liberdade, cometendo novos crimes; fronteiras praticamente abertas ou mal policiadas para impedir o tráfico de armas e drogas, etc,etc,etc,

Este é o Brasil de hoje, “regido” por “valores” que não são os vigentes num passado não tão distante !...

OPINE , GOSTAREMOS DE CONHECER SUA OPINIÃO

Álvaro Ramos
www.soramramos.blogspot.com

CONSTITUIÇÃO FEDERAL
Art. 5º. Inciso IV
“É livre a manifestação
do pensamento, sendo
vedado o anonimato”

ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق