الأحد، 7 نوفمبر، 2010

A SAÚDE PSIQUÍCA NA TERCEIRA IDADE.

PSICOLOGIA I

A SAÚDE PSÍQUICA NA TERCEIRA IDADE

Como pesquisador, Carl Gustav Jung, médico suíço, preocupou-se, no desenvolvimento da teoria da psicologia analítica, em ajudar o homem contemporâneo nas suas perturbações e conflitos interiores e sempre esteve voltado à descrição dos fatos, procurando penetrar em sua realidade.

Um dos principais problemas que o homem moderno enfrenta é a perda da individualidade em favor da massificação, o que leva a uma vida em profunda desarmonia consigo mesmo. Quando jovem, o indivíduo vive em luta por sua sobrevivência estudando e se preparando para conseguir seu lugar no mundo do trabalho. Quando adulto, luta por manter esse lugar e conquistar novas coisas. Quando se aposenta, muitas vezes perde sua identidade e não sabe mais o que fazer.

É justamente nesse momento de crise que o indivíduo pode ter a chance de repensar a própria vida e buscar desenvolver atividades que lhe propiciem maior prazer. Dotado de grande sabedoria e experiência de vida, é nesse momento de transição, nessa segunda metade da vida, que o indivíduo pode começar a buscar um novo sentido para si mesmo.

Os adultos que não se voltam para essa busca de significado, ao entrarem na segunda metade da vida, chamada de metanóia, passam a repensar o que fizeram e a lamentar as oportunidades perdidas. Se o indivíduo se voltar desesperadamente para a maneira como viveu anteriormente, e negar o envelhecimento, perderá a chance de vir a se conhecer e redirecionar a própria vida.

O convite da passagem do meio, na segunda metade da vida, é que o indivíduo se torne consciente,que aceite a responsabilidade pelo resto de sua vida e que se arrisque a enfrentar a grandeza da vida à qual foi convocado.

Existem idosos que encaram a vida ainda repleta de desafios e que assumem maior responsabilidade sobre ela, com maior consciência. Mas existem também aqueles para os quais a vida está cheia de amargura, arrependimento e medo. Qual deles você quer seguir?”.

Aproveite essa fase da vida, tão rica em experiências, e corra atrás de novos interesses e desafios. Certamente, esse impulso para uma vida intensa o fará alcançar melhor saúde psíquica e, consequentemente, física e emocional.

A terceira idade é uma fase muito rica em oportunidades de se atingir um auto conhecimento e de usufruir de tudo aquilo que foi conquistado e dos valores que foram fundamentados nas etapas anteriores.

Maria Beatriz Arouche Ramos
Psicóloga – Psicoterapeuta
CRP-12865-6ª.Reg. S.P.

Sugestão para leitura:
“Despertando na Meia-Idade – Tomando consciência do seu potencial de conhecimento e mudança”
Kathleen A.Brehony - Editora Paulus - 1999

ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق