الثلاثاء، 7 سبتمبر، 2010

ESPANHÓIS RESPEITAMOS E EXIGIMOS RESPEITO...

R E C I P R O C I D A D E...

... OS ESPANHÓIS NÃO CONHECEM ESTA PALAVRA ?!!!


A Espanha é, dentre os paises da União Européia, o que mais discrimina os brasileiros tendo, com grande freqüência, criado para nossos patrícios situações constrangedoras, totalmente inaceitáveis. O caso do músico Mirton de Paula, que permaneceu durante cinco dias no aeroporto de Madri, em condições sub-humanas de alojamento, aguardando o processo de deportação, revela a falta de reciprocidade devida por um país – que se diz civilizado ( mas talvez nem tanto !...) a cidadãos de um país que abriga numeroso contingente de espanhóis, pessoas físicas e jurídicas, aquela competindo livremente em nosso mercado de trabalho e estas investindo amplamente em nossas atividades produtivas, bancos, telecomunicações e outras. Um país como o Brasil, que soube vencer enormes dificuldades e que surge, agora, como uma das maiores e mais organizadas economias do planeta.

Com exceção do Reino Unido, que tempos atrás teve a ousadia de pretende manter funcionários seus em nossos aeroportos para evitar a saída do Brasil de pessoas ou produtos indesejáveis, ousadia de pronto repelida por nossas autoridades, temos recebido dos demais paises, não só europeus mas de outros continentes, a recíproca ao tratamento acolhedor com que tradicionalmente abrimos nossas fronteiras a todo aquele que pretende aqui trabalhar e produzir. Temos o Mês do Brasil na França e o Mês da França no Brasil, eventos magníficos que unem cada vez mais dois povos irmãos .

Daí sermos um país essencialmente cosmopolita,em que todas as raças e etnias co-existem pacificamente, árabes e judeus, cristãos e muçulmanos, orientais e ocidentais, respeitando todos as diferenças e crenças. Oportunidades para todos, independentemente de suas origens e crenças, desde que, na recíproca, respeitem nossas tradições, nossos hábitos e costumes. Filhos de todas essas origens, ocupando como legisladores nossas cadeiras dos parlamentos, em grau de igualdade com os brasileiros de origem.

Recentemente o advogado Gárzon teve a petulância de interferir em nossa política de direitos humanos, como se seu próprio país não os tivesse no passado, tanto assim que foi barrado por suas autoridades. Somos um país e em condições plenas de resolvermos nossos próprios problemas.

Como cidadãos feridos em nossos brios, sugerimos ao Itamarati que alerte seus colegas espanhóis de que praticaremos em relação aos cidadãos espanhóis o mesmo tratamento que dispensarem aos brasileiros, natos ou naturalizados. Respeitem-nos, para serem respeitados.

Álvaro Ramos
CIDADANIA ONLINE
www.sobramramos.blogspot.com

cc. Consulado da Espanha
cc. Min.das Rel.Exteriores

CONSTITUIÇÃO FEDERAL
Art. 5º.Inciso IV
“É livre a manifestação
do pensamento, sendo
vedado o anonimato”

ليست هناك تعليقات:

إرسال تعليق